O fim das lâmpadas incandescentes


Até 2012, a União Europeia vai banir as lâmpadas incandescentes a partir de amanhã, de forma progressiva até 2012.
E quanto à iluminação pública? As autarquias são quem mais consome ao nível da iluminação. Chegou a altura de estas também aderirem como é o caso do Município de Óbidos.
As luminárias baseadas em diodos (Leds) são muito mais eficientes, não só no consumo, mas também na qualidade da iluminação. Tenho visto bastantes maus exemplos de iluminação publica por este pais fora.


Comentários